Um Olhar Para O Além

Olhar a vida, às vezes, pode ser um tormento, que perdido no espaço/tempo me pergunto de onde vem, tudo o que aqui se mantém, sob os olhos do Universo? Às vezes, em oraçao, peço uma luz para compreender de onde sai este querrer? E preciso saber porque a vida que aqui se mantém, quase sempre no vai, vem, querendo subir também a roda do tempo que voa, subindo ou descendo atoa, no gingado do balanço, que trata com certo ranço, a rotina que sufoca, quando graça já não há, para viver e buscar algo que possa levar, a vontade de provar, o gosto que já não tem. Sinto uma certa agonia, ao olhar a terra fria derepente arder. Vejo descer da colina uma chama cristalina, trazendo luz e poder. Percebo que é genuína e reluz como menina, curiosa para aprender, sobre os mistérios da vida, que às vezes, sem medida, faz as pessoas sofrer desestruturando o dia, deixando que à agonia vença à alegria que basta para viver. Entorpeço então, na luz, mas ainda pergunto a Jesus o que devo fazer, para driblar a tristeza que me derrota na mesa desse jogo que e viver? Questiono com firmeza o por quê de sentir-me preza, mesmo na correnteza da alegria de vencer. Porque tudo se foi e mesmo no olho do boi, para mim, era um desafio, pois eu tinha que vencer a luta, enfrentando a força bruta do sonho que ia morrer. Porque era assim o meu quinhão que a vida vinha oferecer. E na tristeza de ver sob a mesa às migalhas da ilusão, disfarçadas no farelo de pão, a alimentar a quimera de chegar a está vida e voltar a viver, sabendo que no fio da luz a promessa era da cruz ser mais leve se eu cresce e com fé abastecesse a semente de mostarda, para a montanha mover, guardada a proporção, alimentando o quinhão para no amor crescer, refrigerada na luz, embalada por Jesus, para tudo agradecer, retornando então a vida, guardada e protegida com o sol a me aquecer e assim, ver o sonho e a ilusão relegados ao chão, guardando, no coração a alegria de vencer, despertando, para a vida, no ritimo e na medida, da centelha que brotou, no sopro da esperança, renovando a confiança na força do amor! Vani Matias!…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.